Vá para a capa da Digital Security

Eixo Basílica Nuestra Senora Aparecida

A segunda maior igreja católica do mundo instalou novas câmeras IP de Comunicações do Eixo e unificou seus sistemas de gerenciamento de vídeo (Vms) com XProtect de Sistemas Milestone para melhorar a eficiência e a segurança em todo o gabinete.

O Catedral Basílica de Nossa Senhora Aparecida, localizado na cidade brasileira de São Paulo e com capacidade para receber 30.000 pessoas dentro, é a maior instalação católica em tamanho após a Basílica de São Pedro, na Cidade do Vaticano.

Por mais de uma década, para proteger e garantir a segurança dos paroquianos e visitantes, bem como o gabinete em geral, sistemas de vigilância de vídeo têm sido usados, embora não com a eficiência desejada, como CCTV foi baseado em dois sistemas de gerenciamento de vídeo diferentes e dois locais separados.

Com uma área total construída da basílica de 23.000 m2, de modo que o gabinete, incluindo o templo, pode acomodar alguns 75.000 Pessoas, uma vez que tem várias áreas, como capelas, um museu, um espaço para a educação musical, um shopping center, uma clínica médica, uma área de apoio a visitantes, restaurantes e um estacionamento enorme para os ônibus e carros que chegam todos os dias.

Além disso, neste espaço eventos especiais são realizados com a presença de milhares de pessoas, como festivais de peregrinação, as visitas do Papa e outras autoridades, para o qual ele tem o trabalho de 200 agentes, que, juntamente com a polícia militar, fortalecer a segurança.

Eixo Basílica Nuestra Senora Aparecida

Com essas dimensões, seus gestores têm desejado não só melhorar a segurança de toda a instalação, mas também, Principalmente, sua eficiência operacional com o Convergência VMS em uma única plataforma, permitindo o monitoramento de um único centro de comando e resposta proativa dos oficiais de segurança.

Para este projeto, a experiência do integrador brasileiro tem sido contada em Inteligência de Segurança Sillis -parceiro na categoria Ouro de Comunicações do Eixo (uma vez que a basílica já tinha dispositivos deste fabricante)-, para unificar sistemas existentes com a plataforma de software XProtect de Sistemas Milestone, no centro de controle de dados do santuário.

Para melhorar os fluxos de trabalho e resposta dos agentes de segurança, SilliS instalado Otimizador de eixos, que permite controlar as funções e configurações das câmeras diretamente do painel de controle. Além disso, a fim de ajudar na programação online do santuário e transmissão ao vivo de seus serviços, optou por Assistente de streaming, também deste fabricante, facilitando para as câmeras AXIS com qualidade HDTV funcionar como dispositivos de streaming, um valor agregado desde a pandemia, momento em que a webcasting das massas começou.

SilliS Security Intelligence definiu e implantou um sistema de quase 400 câmeras de vídeo Axis em todo o local, além de instalar uma parede de vídeo no centro de comando para oferecer ao pessoal de segurança o rastreamento em tempo real e acesso a todas as câmeras da basílica. Um centro de comando secundário também foi criado dentro do hotel Rainha, localizado no complexo de compras, Pessoal 24/7 para vigilância adicional.

Luisa Viera, Diretor de TI da Basílica de Nossa Senhora Aparecida, destacou que a centralização do VMS tem sido uma grande melhoria para concentrar a supervisão de todo o complexo em um só lugar, como a equipe de segurança agora pode gerenciar todas as câmeras Axis remotamente a partir do painel de controle Milestone, executar tarefas como foco automático, ativando caminhos de vigilância e até acessando metadados de imagem para busca inteligente de pessoas e objetos.

Outra vantagem é que o controle de acesso foi melhorado nas instalações do gabinete que depende mais das câmeras para monitorar os protocolos de segurança sanitária estabelecidos.

Seja Sociável, Compartilhar!
  • blank
  • blank

Você gostou deste artigo?

Inscreva-se em nosso Ração RSS E você não vai perder nada.

Outros artigos sobre , , , ,
Por • 12 Abril, 2022
• Seção: Estudos de caso, Controle de acesso, Controle de sistemas, Vigilância por vídeo