Ir para a página inicial de segurança Digital

Através de uma combinação de comunicação via satélite e a utilização de um UAV, Projeto Ignis, liderado pela Hispasat, oferece uma solução que melhora a segurança dos envolvidos em um incêndio.

Projeto HISPASAT Ignis

Os desenvolvimentos feitos nos Ignis projeto permitirá que os trabalhos de combate a incêndios são concluídos de uma forma mais eficiente e segura, uma vez que todos os agentes envolvidos terá que falar com dados mais confiáveis ​​sobre a situação.

Para obter esses resultados, Ignis realizou uma manifestação em que ele usou comunicações HISPASAT para enviar, através de uma infra-estrutura de rede que combina a transmissão por satélite e Wimax, localização e vídeo obtido de um veículo aéreo não tripulado (UAV). Esta informação é em tempo real, postos de comando recepcionada de modo que você pode saber com mais precisão o progresso ea evolução das chamas e evitar que corpos de emergência correr riscos desnecessários.

O projeto Ignis surgiu das conclusões de um R & D, também participou Hispasat (Projeto Prometheus), e foi responsável pela análise dos parâmetros e processos de satélite de dados de sensoriamento remoto, bem como novas tecnologias e arquiteturas que permitem noite de telecomunicações de combate a incêndios. Ignis continuou o estudo iniciado pelo desenvolvimento de Prometheus, num curto espaço de tempo, de um sistema que melhore a infra-estrutura existente de telecomunicações utilizado no combate a incêndios.

Junto com a Hispasat, Ignis teve a participação de várias empresas e organizações do sector, como Inaer, Albentia, ISDEFE, Centro Avançado de Tecnologias Aeroespaciais (FADA-Catec), Universidade Politécnica de Madrid e Tecnalia.


Seja sociável, Ação!

Gostou deste artigo?

Assine nossa Feed RSS e em se perderá nada.

Outros artigos sobre
Por • 6 Maio, 2014
• Seção: Comunicações, Detecção, Redes